quinta-feira, 4 de junho de 2009

a medida das horas.



tem dias assim: que consomem, que ardem.
o tempo tá passando assim, ligeiro, ou sou eu que ando correndo incessantemente por aí?

***
Nota 1- (pra "anotar na agenda mental"): "É preciso estar distraído e não esperando absolutamente nada. Não há nada a ser esperado. Nem desesperado."

-Caio Fernando Abreu.

6 comentários:

ediney disse...

uma escada para o céu...como isso é importante- às vezes

Alexandre Grecco disse...

Me lembro o filme O Show de Trumam, olhando para essa foto da escada...

Mas, pelas frases, repuxo no bucho da memória uma outra película, a balada de jack & rose ou a Lula e a Baleia!

fui...

glória disse...

eu também sinto Mônica, esse tempo escorrendo pelas mãos, meu céu é Guramiranga, estar lá na Linha da Serra me devolve o tempo. bjs. Qual o teu céu?

Mônica. disse...

ediney - é sim! pra chegar lá perto das estrelas!

Alexandre! O show de Trumam é óoootimo! ^^

Glória - meu céu é por ali pertinho também! Cheiro de mato e banho de cachoeira...Se bem que ultimamente, tenho preferido o mar. :)

R.Vinicius disse...

O tempo é medido pelo movimento. E há duas formas do sentido. Diria que o tempo passa, mas teu ser e talento jamais hão de passar. Perpétuo, como devem ser as luzes.

Abraço,

R.Vinicius

Ilana disse...

Gostei do seu canto..

Concordo plenamente que é preciso estar distraído e não esperando absolutamente nada. A vida tem mais encanto se você não espera muito dela.. a surpresa é agradável.