domingo, 7 de junho de 2009

"Viver é afinar o instrumento...


De dentro prá fora
De fora prá dentro"
.
.
.
Dentro do jardim de cada um, onde cada ser conhece (e faz) seu próprio caminho.

"O Sol entrou ontem em Libra. E porque tudo é ritual, porque fé, quando não se tem, se inventa, porque Libra é a regência máxima de Vênus, o afeto, porque Libra é o outro (quando se olha e se vê o outro, e de alguma forma tenta-se entrar em alguma espécie de harmonia com ele), e principalmente porque Deus, se é que existe, anda destraído demais, resolvi chamar a atenção dele para algumas coisas. Não que isso possa acordá-lo de seu imenso sono divino, enfastiado de humanos, mas para exercitar o ritual e a fé - e para pedir, mesmo em vão, porque pedir não só é bom, mas às vezes é o que se pode fazer [...] e para nós, que nos esforçamos tanto e sangramos todo dia sem desistir, envia teu Sol mais luminoso, esse zero grau de Libra. Sorri, abençoa nossa amorosa miséria atarantada." - CFA (recortes de 'Zero grau de libra'.)

Leila Pinheiro - Serra do Luar

4 comentários:

Aline Lima disse...

e repito como um mantra:
"sobre todos aqueles que continuam tentando, Deus, derrama teu sol mais luminoso".

p.s.: essa é a prece de todas as manhãs por aqui ;).

beijos cara!

Denise disse...

Mantendo a espinha ereta e o coração atento...

sempre

carinho

Denise

Alexandre Grecco disse...

Mas que instrumento é esse?

Diria que somos nós? Talvez sejamos nós, os instrumentos, mal acabados, necessitados de afinação para não perdermos o compasso. E sabe qual instrumento somos?

Eu chuto que somos um tambor, iguais em pele...

E o tambor só é afinado no fogo.

Beijos!

Rodolfo Nasta disse...

MÓNICA: hoy debo confesarte que no entendí mucho el párrafo escrito en rojo. Pero me gustaron la frase de arriba:"Dentro del jardín de cada uno, es donde cada ser conoce (hace) su propio camino" .¡Hermoso!
Y Leila cantando... una delicia...!
Un abrazo par tí
Rodolfo